sexta-feira, 16 de março de 2012

Stanley Turrentine Sugar

Há muito que essa música não sai da minha cabeça, mas hoje veio forte e bateu aquela nostalgia. No final dos anos 70 tive o primeiro contato com este disco. Na primeira audição percebi que estava entando num mundo que não tinha mais volta. Da estética do bom gosto. Harmonia, técnica, improviso, exaltação e talento. Transpirar junto com o músico como estivesse ao vivo tocando ao seu lado, sorrir e vibrar nos momentos em que eles também vibram "entendo perfeitamente" o que elas acabaram de "dizer". Mais tarde descobri quem era Freddie Rubbard, Stanley Turrentine, George Benson, Billy Cobham, Airto Moreira, Ron Carter e entrar no mundo de Miles DAvis, John Coltrane etc foi o passo seguinte. E até hoje não me canso de me emocionar e de me surpreender.